sábado, 4 de fevereiro de 2023

Governo de Pernambuco desapropria prédio do Americano Batista





O Governo do Estado de Pernambuco garantiu a manutenção do imóvel do colégio Americano Batista, na Boa Vista, Recife, como complexo escolar, agora no âmbito da educação pública estadual. O Diário Oficial do Estado publicou na edição de hoje o Decreto nº 54.429, assinado pela governadora Raquel Lyra, que “declara de utilidade pública” a área, incluindo as benfeitorias. Em vez da mudança de finalidade do prédio para objetivos comerciais, a decisão do governo mantém a funcionalidade do imóvel.

O terreno com suas benfeitorias fica localizado numa área estratégica da capital pernambucana. Para a governadora Raquel Lyra, o impasse em torno do imóvel – que estava próximo de ser leiloado – apareceu como oportunidade para o governo estadual na defesa do interesse público. “Vamos manter o prédio como complexo escolar. É um patrimônio de Pernambuco que agora estará a serviço da educação pública”, registrou. Com o decreto, a Secretaria de Educação e Esportes passa agora aos trâmites para adequação do prédio aos objetivos da Pasta.


De acordo com a Procuradoria-Geral do Estado, Bianca Teixeira, o processo será realizado com transparência e diálogo e a publicação do decreto representa a formalização a primeira fase do processo, que agora será seguido pela realização do laudo de avaliação por parte da administração estadual para que se faça o pagamento, que será custeado pelo tesouro estadual. “Como a governadora elenca a educação como prioridade de governo, ela viu essa oportunidade diante do leilão que estava marcado e tomou a decisão. O complexo continuará tendo como função social a educação”, afirmou.

“A alegria está de volta”: Campanha oficial do Carnaval de Pernambuco exalta raízes culturais do nosso Estado

 

Foto: Divulgação

Recife, 3 de fevereiro de 2023 – Após dois anos, Pernambuco está pronto para promover novamente o melhor carnaval do Brasil. Para celebrar o retorno da maior festa da Terra, o Governo do Estado lança a campanha do Carnaval 2023. Com o mote “A alegria está de volta”, o vídeo de estreia está disponível nas mídias sociais oficiais do Governo, da Secretaria de Turismo e Lazer, da Secretaria de Cultura, Fundarpe e Empetur. A exibição na televisão ocorre nesta sexta-feira (3), em horário nobre.

Ao som do Hino de Pernambuco em ritmo carnavalesco, o vídeo mostra ícones da tradição cultural do nosso Estado: passistas de frevo, A La Ursa, caboclinhos, dançarinos de bregafunk, caboclo de lança, entre outros. Locais consagrados das festividades, como as ladeiras de Olinda e o Recife Antigo, ambientam as cenas.

O Secretário de Turismo e Lazer, Daniel Coelho, comemorou o lançamento. “A volta da alegria celebra o grande momento da nossa cultura que é o Carnaval. A campanha dissemina essa apoteose popular exaltando a diversidade de nossa gente em todas as suas manifestações. Nosso Estado é o mais rico em cultura, seja com o frevo, maracatus, caboclinhos. Com os Caretas, Papangus, todas as agremiações que fazem a nossa festa”, avaliou.

“O Carnaval de Pernambuco está cada vez mais divertido, coletivo, diversificado e com muita esperança. Que possamos brincar uma festa linda e repleta da nossa cultura depois de tanto tempo de pausa. Nós temos um colorido indescritível de personagens, um elenco maravilhoso de ritmos, que não é só o frevo, mas o coco, o maracatu, a ciranda, os caretas, o bumba-meu-boi e os papangus, entre tantas outras coisas. O sentimento é de que a alegria voltou e que teremos um Carnaval com segurança, saúde, amor e paz”, pontuou Silvério Pessoa, secretário de Cultura de Pernambuco.

“Estamos animados para ver novamente a alegria e a energia do Carnaval de Pernambuco após dois anos sem a festa. A alegria está de volta!”, disse o presidente da Empetur, Eduardo Loyo. “É um momento de celebração da cultura e da tradição do nosso Estado. Estamos ansiosos para receber visitantes de todo o mundo”, concluiu.

“Está chegando a hora de matar a saudade do carnaval de Pernambuco, estado apaixonado por essa festa e que se orgulha da riqueza de seu patrimônio cultural! Estamos empenhados em trazer a alegria de volta e mostrar para o mundo a pluralidade de nosso povo, que vai encher as ruas com cores, músicas, danças, além da criatividade e espontaneidade que só se vê aqui!”, ressalta Renata Borba, presidente da Fundar

Governo apresenta cenário fiscal a deputados recém-empossados durante reunião no Palácio

 

Foto: Hélia Scheppa/SECOM

A governadora Raquel Lyra e a vice-governadora Priscila Krause receberam, nesta sexta-feira (3), no Palácio do Campo das Princesas, 46 deputados estaduais recém-empossados para a 20° Legislatura. No encontro, a gestora apresentou um balanço do cenário fiscal do Estado e destacou a importância de parcerias entre o Executivo e o Legislativo para o desenvolvimento de ações e projetos conjuntos para a melhoria da qualidade de vida da população.

 
“Fizemos um diálogo aberto, apresentando o cenário de Pernambuco e os desafios para este ano, contando com o apoio de todos para que tenhamos convergência nas nossas agendas. Nossa missão é trabalhar para Pernambuco superar a pobreza, gerar oportunidades e garantir infraestrutura e acesso à água”, pontuou a governadora. “Aqui a gente reúne a Assembleia para iniciar um trabalho de diálogo e de construção coletiva para o Pernambuco que a gente sonha”, reforçou.
 
Durante a reunião, que contou com a presença dos secretários estaduais, Raquel Lyra enfatizou que o orçamento de 2023 está defasado em R$ 7,9 bilhões em comparação ao liquidado em 2022. No exercício passado, houve o registro de déficit primário de R$ 567 milhões, além da disponibilidade de caixa negativo e possibilidade de não concessão pela Secretaria do Tesouro Nacional do selo de Capacidade de Pagamento (Capag) para o ano de 2024 por conta dos resultados de 2022.
 
O presidente da Assembleia Legislativa de Pernambuco (Alepe), Álvaro Porto, fez um balanço do encontro. “A governadora já mostrou que o seu Governo será feito na base do diálogo. A Assembleia está bem alinhada e, junto ao Governo do Estado e aos secretários, iremos trazer as demandas de todas as regiões”, afirmou.
 
A chefe do Executivo Estadual também detalhou aos parlamentares as principais metas do seu Governo em diversas áreas. Na saúde, a recuperação da infraestrutura dos seis grandes hospitais estaduais; a redução da fila de consultas e cirurgias e a ampliação da rede materno-infantil. Raquel também destacou que o Estado está buscando recursos junto ao Governo Federal para concluir a Adutora do Agreste, que levará água a 68 municípios, e a requalificação do Metrô do Recife.
 
Por fim, a governadora Raquel Lyra se colocou à disposição para realizar as reuniões individuais com os deputados, para que eles possam apresentar suas propostas direcionadas a cada região. “A governadora ouviu nossas demandas e apresentou as principais prioridades para Pernambuco. Estamos à disposição para construir um Estado melhor de forma conjunta, defendendo os interesses do nosso povo”, finalizou o líder do Governo na Alepe, deputado Izaías Régis.

Após encontro de deputados com Raquel Lyra, Álvaro Porto ressalta diálogo da governadora com a Alepe

 

Foto: Lucas Patricio

Após participar de encontro em que a governadora Raquel Lyra (PSDB) ouviu, nesta sexta-feira (03.02), demandas dos deputados estaduais, o presidente da Assembleia Legislativa de Pernambuco, Álvaro Porto (PSDB), reafirmou que a Casa garantirá governabilidade ao Executivo.

“Hoje, foi mostrado que a governadora vai ter diálogo com a Casa. A gente vai estar junto, eu e o líder do Governo (deputado Izaías Régis, PSDB), para trazer as demandas dos deputados e do povo pernambucano”. Porto reiterou ainda que os poderes trabalharão com independência, preservando e priorizando o diálogo.

De acordo com presidente, a pedido da governadora, cada deputado apresentou entre duas e três demandas prioritárias. A ideia agora, explicou ele, é levantar as solicitações, agrupando-as por regiões e áreas demandadas. “A gente vai trazer as demandas de todas as regiões”, afirmou.

Segundo Porto, será necessário reunir os deputados para que se possa planejar e, enfim, organizar as solicitações. Tem deputados que são da mesma região, então vamos agrupar as solicitações para que não haja repetição”, disse. “Isso vai garantir o atendimento de todos os pleitos, beneficiando a população de todo o estado”, completou. Os pedidos mais comuns vêm das áreas de segurança e saúde.

Na conversa com a governadora, de acordo com o presidente da Alepe, foi sugerido que o encaminhamento de projetos do Executivo seja antecedido de conversas com os deputados. “O governo precisa ter o diálogo com os deputados. A gente vai sentar e conversar”, disse, acrescentando que esta deve ser a chave para o encaminhamento, discussão e aprovação dos textos.

Humberto Costa será o grande interlocutor de PE com o governo Lula

 

Foto: Roque de Sá/Agência Senado

Por Edmar Lyra

No segundo mandato como senador da República, Humberto Costa cumpriu um papel importantíssimo para a viabilização do projeto presidencial de Lula em 2022, que foi vitorioso, e garantiu ao PT a segunda vaga no Senado Federal por Pernambuco com a eleição de Teresa Leitão, quando abriu mão da sua legítima candidatura ao governo de Pernambuco.

Com grande trânsito em Brasília, Humberto é considerado um dos melhores senadores do país, pois tem capacidade técnica e grande articulação política que lhe fazem um dos homens fortes do governo Lula. Em Pernambuco, apesar da nomeação dos três ministros do estado, indiscutivelmente o senador será o grande interlocutor do governo federal com a bancada do estado em Brasília e com os prefeitos.

Fundador do PT no estado, Humberto terá forte protagonismo nas eleições de 2024, onde passará por ele a eventual manutenção da aliança com o PSB para a disputa pela prefeitura do Recife, sendo um importante fiador da Frente Popular. E para 2026, ele igualmente será um ator estratégico, quando poderá tentar a reeleição ou construir um projeto próprio ao Palácio do Campo das Princesas, adiado pela aliança com o PSB em 2022.

Suspeitos de envolvimento na chacina de São João morrem em troca de tiros com a polícia no Recife


Do g1 — Três homens morreram após trocarem tiros com policiais na BR-101, no bairro da Guabiraba, na Zona Norte do Recife. Segundo a Polícia Militar (PM), eles são suspeitos de participarem da chacina que deixou cinco mortos e cinco feridos em São João, no Agreste, em 26 de janeiro.

O carro em que o trio estava foi atingido por dezenas de disparos de arma de fogo. O tiroteio aconteceu por volta das 20h30 da quinta-feira (2).

O Batalhão de Operações Policiais Especiais (Bope) recebeu informações sobre os suspeitos de integrarem uma quadrilha e foi até a rodovia federal. Ao perceber a chegada da PM, os homens começaram a atirar contra os policiais militares, segundo a corporação.

Carro cheio de tiros no bairro da Guabiraba, na Zona Norte do Recife

Os policiais, então, revidaram e atingiram os suspeitos. Os PMs socorreram os baleados para o Hospital Miguel Arraes, em Paulista, no Grande Recife, mas eles não resistiram aos ferimentos e morreram na unidade de saúde.

O g1 conseguiu confirmar o nome de um dos suspeitos: Diego Felipe Alves dos Santos, de 25 anos. Segundo o Hospital Miguel Arraes, ele morreu às 22h33, na sala vermelha do hospital. Os outros dois não tiveram os nomes divulgados.

No carro onde estavam os três suspeitos, os PMs apreenderam:

  • duas pistolas, sendo uma calibre .40 e outra .380;
  • um revólver calibre .38;
  • quatro carregadores, sendo dois de pistola .40 e dois de .380;
  • 48 munições calibre .40, 19 munições calibre .380, e cinco munições, sendo três deflagradas, de calibre .38;
  • 180 pedras de crack;
  • duas toucas estilo ninja, chamadas de balaclavas.

O material apreendido foi entregue no Departamento de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP) da Polícia Civil, localizado no bairro do Cordeiro, na Zona Oeste do Recife.

Por meio de nota, a Polícia Civil disse que:

  • “está investigando o caso”;
  • “foi instaurado inquérito policial para apurar todos os fatos”;
  • “as diligências já foram iniciadas e seguirão até a completa elucidação”.

Secult-PE promove encontro histórico com lideranças da cultura periférica do Estado

 Reunião inédita, realizada no Teatro Arraial Ariano Suassuna, nesta quinta-feira (2), contou com a participação de mais de 60 lideranças artísticas da periferia ligados a grupos culturais, produtoras e movimentos sociais em Pernambuco

 


Um encontro histórico entre a gestão da Secretaria de Cultura de Pernambuco (Secult-PE) e fazedores culturais das periferias da Região Metropolitana e interior do Estado aconteceu, na tarde desta quinta-feira (2), no Teatro Arraial Ariano Suassuna. A reunião inédita, convocada pelo secretário de Cultura Silvério Pessoa, teve o objetivo de construir uma proposta de formação que atenda às necessidades de produção daqueles que fazem cultura popular em favelas e comunidades, uma população por vezes invisibilizada. Com uma grande representatividade artística e cultural, o debate contou com a participação de mais de 60 lideranças artísticas da periferia ligadas a grupos culturais, produtoras ou movimentos sociais de várias regiões pernambucanas.

 

A iniciativa é uma das principais propostas de Silvério Pessoa à frente da Secult-PE, que, já no dia 26 de janeiro deste ano, realizou uma reunião inicial com artistas e produtores culturais da periferia para discutir o assunto. Buscando descentralizar a exibição artística e estreitar os laços entre a periferia e a gestão pública, o evento foi batizado inicialmente de Seminário de Integração Artística das Periferias, e o convite para que a discussão pudesse ser aprofundada foi estendido aos fazedores de cultura e movimentos sociais de várias regiões do Estado.

 

Durante a conversa no Teatro Arraial Ariano Suassuna, foi discutida a importância deste modelo de fórum sobre arte e produção cultural periférica no qual artistas e fazedores de cultura possam desenvolver suas potencialidades. A iniciativa também tem o intuito de abrir momentos de escuta para entender as demandas artísticas das comunidades da Região Metropolitana e do interior, mapeando também os fazedores de cultura para promover a acessibilidade aos recursos públicos por meio de editais como os do Funcultura e das premiações promovidas pela Secult-PE.

 

O secretário-executivo de Cultura, Léo Salazar, explicou que a gestão pretende fazer articulação com órgãos como o Sebrae e o Sesc e vai receber as demandas apresentadas pelos artistas e produtores para formatar os encontros que deverão ocorrer no Recife e em cidades das demais regiões do Estado nos próximos meses, abertos a todos os fazedores de cultura interessados em participar desta construção.

 

Entre os participantes presentes estavam os artistas Katyucia, Pácua (Via Sat), Gilmar Bola 8, DJ Big e Zé Brown, representantes de movimentos sociais, como Altamiza Melo, coordenadora da Central Única das Favelas (Cufa), e a produtora Tactiana Braga.

 

Segundo Silvério Pessoa, o sentimento é de coletivo, acolhimento e de esperança por ter uma cultura revigorada em suas várias linguagens e expressões. “Outra coisa é o sentimento de historicidade. Eu nunca presenciei a turma do subúrbio, da periferia, com tanta representatividade. Tivemos a participação do Lamento Negro, um embrião da Nação Zumbi, e a lembrança de Chico Science no dia do seu falecimento, pessoas que fizeram essa cena tão efervescente se multiplicar. Depois de uma pausa abrupta, por motivos pandêmicos e do Brasil, a cultura popular volta a respirar um ar de renovação e de possibilidades. Fiquei várias vezes emocionado e acredito que para um início de ciclo de gestão foi muito importante este encontro”, celebrou o secretário de Cultura de Pernambuco.

 

Algumas das propostas sugeridas na reunião foram a criação de novos polos para fomento e produção cultural, além de parcerias com prefeituras, com o Compas e Sebrae, bem como as secretarias Estaduais de Educação e Saúde, de forma a capacitar e criar possíveis projetos educacionais voltados para o fomento cultural nas escolas da rede pública.

 

Como formação por oficinas, foi sugerido algumas temáticas sobre como sobreviver da arte sem dinheiro público e a autogestão da carreira artística, entre outros. A longo prazo foi também citado as ideias das caravanas de formação artística escolar e um edital para seleção exclusiva de cultura periférica.

 

Para Altamiza Melo, começar a gestão do novo governo debatendo a cultura que as favelas ressignificam, preservam e constroem dentro do País é de extrema importância. “Somos plurais e cultuamos o diverso. É muito importante ter um momento como este de debate. Importante a gestão entender que favela é qualquer lugar de ambiente de direitos cerceados, e passamos por vários atropelos na cultura. Começar um governo num diálogo com um grupo tão diverso já mostra que muita coisa vai andar e vai melhorar”, destacou a coordenadora da CUFA.

 

José Maia, fundador do bloco afro Lamento Negro, grupo com mais de 30 anos de atividade no bairro de Peixinhos, em Olinda, ressalta que o encontro teve relevância porque as periferias sempre foram esquecidas. “Me refiro ao favelado da cultura, aquele que trabalha o ano todo, não só em tempo de Carnaval. Este momento serviu também para sabermos o que estamos produzindo dentro das comunidades, tanto com o maracatu como coco, blocos afro, afoxés, os candomblés e tambores de Pernambuco. Não só tem favela na Região Metropolitana, tem também no interior do Estado, e é importante chamar esses músicos e artistas para contemplarem neste momento único de cultura e de aprendizado”.



--

Assessoria de Comunicação
Secretaria de Cultura de Pernambuco
Fundação do Patrimônio Histórico e Artístico de Pernambuco - Fundarpe
(81) 3184.3092